Como prevenir uma doença tão grave: o AVC - Salève

Notícias e Dicas

Como prevenir uma doença tão grave: o AVC

Como prevenir uma doença tão grave: o AVC

Cada vez mais o AVC (Acidente Vascular Cerebral), mais conhecido como derrame, tem vitimado pessoas em todo mundo. O problema é tão sério que atualmente ele é a segunda doença que mais mata no planeta e a primeira a causar sequelas e incapacidade física no Brasil, conforme informa o neurologista Luís Eduardo Belini, médico da Clínica Salève e que também é docente e chefe do serviço de AVC do Hospital da PUC Campinas, além de neurologista do Hospital Vera Cruz, em Campinas.

Diante de quadro tão grave, Belini considera muito importante que as pessoas saibam o que se deve ser feito no sentido de se prevenir uma doença tão grave como é o AVC e que é um dos focos da Neurologia. “O AVC pode acometer tanto a pessoas jovens como as mais idosas. Neste último caso, ele se dá, muitas vezes, por causa de obstrução de vasos sanguíneos que levam sangue até ao cérebro. Tem ainda algumas patologias cardiológicas que podem formar coágulos que podem subir até o cérebro. Estes são os principais tópicos apontados numa triagem que se pode fazer para se evitar o derrame. Tem ainda o histórico familiar.”

O neurologista aponta ainda alguns hábitos de vida que também podem levar ao AVC, como o de fumar, outros que podem causar a diabetes e a elevação do colesterol e que são ligados à obesidade, o consumo excessivo de bebidas alcoólicas, o sedentarismo todos eles podem aumentar o risco de um derrame. Os sintomas comuns de um AVC incluem: paralisia num lado do corpo; problemas de comunicação; perda de visão ou visão turva.

Ele também destaca, dentro da sua especialidade, as dores de cabeça, tão frequentes para muitas pessoas, e que graças à intervenção de um neurologista podem ser tratadas. “Há o tratamento profilático que evita que o paciente tenha dor de cabeça, que permite que ele evite o uso abusivo de analgésicos”, esclarece.

O neurologista aponta ainda os problemas de memória e de esquecimento que, segundo ele, são muito comuns nos dias atuais. Existem várias causas, algumas reversíveis, para estes problemas, também possíveis de ocorrer em pessoas jovens e que o neurologista pode, com a indicação de alguns exames, ajudar na melhora da capacidade de memorizar.”

 

Salève

Belini afirma que a clínica oferece um diferencial de atendimento que foge completamente ao que é mais convencional no meio. “Permitir consultas mais prolongadas, favorecer um tratamento simultâneo graças aos muitos especialistas que a clínica oferece, o espaço acolhedor, com uma sala de espera tranquila fazem muita diferença para que possamos atender plenamente a quem nos procura”, afirma ele.

Deixe um Comentário

Categorias